fevereiro 2019 - soGi - Sistema Online de Gestão Integrada
×

A Revolução Industrial: marco da evolução da Saúde e Segurança dos Trabalhadores

Na época da escola, muito provavelmente você estudou sobre a Revolução Industrial Inglesa, na segunda metade do século XVIII. Sabe que o evento foi um marco para a humanidade e que, com suas máquinas a vapor, resultou num aumento vertiginoso da atividade industrial e modificou completamente os processos de manufatura.

No entanto, a Revolução Industrial também trouxe uma série de condições inóspitas aos trabalhadores. Imagine um ambiente fabril totalmente artesanal, repleto de maquinário manual. De repente, este ambiente ganha um equipamento a vapor — imenso e volumoso —, porém não passa por qualquer tipo de adaptação para acondicionar a novidade. Foi mais ou menos isso o que aconteceu em muitas fábricas naquela época. Subitamente, muitos trabalhadores se viam expostos a uma série de condições inéditas e nada agradáveis: exposição excessiva ao calor, má ventilação nos prédios, excesso de umidade etc. É óbvio que muitos trabalhadores começaram a sentir os efeitos daqueles novos agentes no ambiente, tendo a saúde seriamente afetada e ainda correndo o risco de sofrer acidentes mais graves em vista da robustez dos novos equipamentos.

As consequências se tornaram tão críticas, que muitos trabalhadores se juntaram para realizar as primeiras reivindicações por uma condição mais  humanizada para se atuar nas fábricas. A partir daí, nasceram as primeiras medidas relacionadas à Saúde e Segurança Ocupacional dos Trabalhadores.

A evolução industrial foi um marco no mundo inteiro, e como vimos, trouxe também uma série de condições inóspitas aos trabalhadores, tais como exposição excessiva ao calor, má ventilação nos prédios, excesso de umidade. Naquele período, as fábricas não ofereciam sequer condições mínimas para que um ser humano pudesse trabalhar sem ter sua saúde seriamente afetada. Além disso, muitos dos maquinários ofereciam todo tipo de riscos aos operadores.

As consequências se tornaram tão críticas que daí nasceram as primeiras reivindicações para que houvesse o mínimo de condição humana para se trabalhar.

No início no século XIX, foram noticiados na Inglaterra os primeiros regulamentos para proteger a vida dos trabalhadores. Com a expansão da Revolução Industrial no restante da Europa, a Alemanha também ditou normas semelhantes, em 1839, e foi acompanhada pela França, em 1841. A Espanha aderiu em 1873. Nos Estados Unidos, muito embora a industrialização tivesse se desenvolvido de forma acentuada a partir da segunda metade do século XIX, apenas no século seguinte surgiu uma legislação referente a indenizações por acidente de trabalho; logo depois surgiram os primeiros serviços médicos nas empresas com o objetivo de reduzir o custo das referidas indenizações.

O nascimento da Organização Internacional do Trabalho (OIT)

Os primeiros regulamentos para proteger a vida dos trabalhadores de que se tem notícia surgiram na Inglaterra, no início do século XIX. Com a expansão da Revolução Industrial no restante da Europa, a Alemanha também começou a ditar normas semelhantes, em 1839, logo a seguir sendo acompanhada pela França, em 1841. A Espanha aderiu em 1873. Nos Estados Unidos, muito embora a industrialização tivesse se desenvolvido de forma acentuada a partir da segunda metade do século XIX, apenas no século seguinte surgiu uma legislação referente a indenizações por acidente de trabalho; logo depois, foram criados os primeiros serviços médicos nas empresas, cujo objetivo era focar na prevenção a fim de evitar o alto custo por indenizações trabalhistas.

Em 1919, foi criada a Organização Internacional do Trabalho (OIT), responsável por formular e aplicar as normas internacionais do trabalho (convenções e recomendações) como conhecemos.

No Brasil, a evolução mais significativa na indústria se deu por volta da década 1930; mas só em 1970, quando registrávamos quantidades altíssimas de acidentes laborais, começou a haver algum tipo de preocupação para com a segurança e a saúde do trabalhador.

Espinha Dorsal da Legislação de SSO

Posteriormente, em 1943, entrou em vigor a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). E finalmente, em 1978, o Ministério do Trabalho e Emprego publicou a Portaria 3.214/78, a qual aprovou as Normas Regulamentadoras, conhecidas como a “espinha dorsal” da legislação de segurança e saúde brasileiras. Atualmente, a segurança e a proteção à saúde do trabalhador são direitos fundamentais previstos em nossa Constituição.

No entanto, devemos nos lembrar de que o foco da SSO não é seguir a legislação mecanicamente apenas para evitar punições, e sim conscientizar a todos de que é muito importante cuidar da saúde e da segurança no ambiente de trabalho.

A Organização Internacional do Trabalho estima que a cada ano 2.78 milhões de pessoas vão a óbito e 374 milhões sofram lesões e doenças não fatais relacionadas ao ambiente de trabalho.

A OIT estima que, a cada ano, ocorram 2.78 milhões de mortes e 374 milhões de lesões e doenças não fatais relacionadas ao ambiente de trabalho. Por isso, é muito importante que toda empresa busque implementar um programa de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional – SSO, visto que o afastamento do trabalhador representa um prejuízo imenso para a indústria (isso sem mencionar o valor imensurável causado por um óbito).

De acordo com dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, entre 2012 e 2018, o Brasil registrou 16.455 mortes e 4,5 milhões acidentes. Os gastos da Previdência com Benefícios Acidentários corresponderam a R$79 bilhões, e foram perdidos 351.7 milhões dias de trabalho devido a afastamentos.

Benefícios de se Implementar uma Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional – SSO

Gerencie os perigos e riscos da saúde e segurança ocupacional. Identifique, registre e analise sua matriz de perigos e riscos, avalie controles operacionais para mitigar riscos de acidentes, incidentes e doenças ocupacionais.

Dentre os principais benefícios da Gestão de SSO, podemos citar:

– A identificação de perigos (bem como a implementação de controles para gerenciá-los), fator que auxilia também na implementação de um programa de Gestão de Riscos e Gestão de Compliance;

– A redução de acidentes e doenças laborais, que por sua vez diminuem custos com indenizações ou afastamentos de funcionários;

-O engajamento e motivação dos funcionários, que certamente trabalham mais felizes sob condições melhores e mais seguras (gerando um consequente aumento na produtividade);

– A demonstração de conformidade para clientes e fornecedores, e também o alinhamento à conformidade legislativa;

– Condições extremamente favoráveis para se conquistar selos ISO referentes à segurança e à saúde ocupacional.

Um bom sistema de gestão da saúde e segurança a só traz benefícios para e empresa, pois gera redução de custos, aumenta a qualidade de vida dos funcionários, retém talentos e consolida a reputação daquela organização, que estará sempre mostrando que valoriza seu bem mais importante: o capital humano.


Acesse nosso Canal do Youtube e assista aos nossos vídeos!

 [Fonte: http://www.fundacentro.gov.br/noticias/detalhe-da-noticia/2019/4/acoes-regressivas-gestao-de-riscos-e-impacto-dos-acidentes-de-trabalho-foram-temas-de-debate

Como elaborar uma Gestão Estratégica baseada em riscos?

Dada as novas exigências, a gestão dos riscos (sem esquecer que as oportunidades também devem ser consideradas) deve ser feita de maneira estratégica e operacional, contando com o compromisso e a participação de todos os níveis e funções da organização. Os passos essenciais a serem seguidos são os seguintes:

Passo 1 – Planejar a gestão de riscos: 

Aqui são definidos como será feito, quem será responsável, como as atividades serão conduzidas, por exemplo.

Passo 2 – Identificar os riscos

Uma primeira identificação pode ser dividida em riscos de saúde e segurança do trabalho, riscos ambientais, riscos de crédito, riscos financeiros ou qualquer outro risco que se enquadre na atividade da sua empresa.

Identificar quais os riscos que a sua empresa está sujeita é de extrema importância. Vale todos, sejam especulativos, de impacto positivo ou negativo. Alguns já foram listados acima e podem te ajudar a realizar esta etapa. Além disso, ao identificar os riscos, sejam internos ou externos, você também encontrará as oportunidades do que pode ser melhorado em seu negócio.

Quanto mais detalhada esta fase, melhor será o desempenho de seu sistema de gestão de riscos. E nunca se esquecer de olhar também os requisitos legais aplicáveis a seu negócio.

Alguns pontos que devem ser considerados nesta etapa, seguindo as orientações da norma ISO 45001, são:

Contexto da organização: aqui deve ser olhado para as questões internas e externas. Uma ferramenta para te auxiliar é a análise SWOT, já que ela permite identificar os pontos fortes e as fraquezas (questões internas) e as oportunidades e ameaças (questões externas).

Partes interessadas: identificar quem são e quais suas necessidades e expectativas, bem como quais estão relacionadas a requisitos legais;

Escopo do sistema de gestão

Como fazer uma gestão estratégica de riscos

Perigos: os perigos também devem ser identificados, tais como: como o trabalho é organizado, fatores sociais, liderança e cultura da organização; atividades e situações de rotina e não rotineiras; incidentes anteriores relevantes; potenciais situações de emergência; pessoas no local de trabalho e vizinhança; questões relacionadas a situações não controladas e mudanças, entre outros, de acordo com a atividade da sua organização.

Passo 3 – Realizar uma análise qualitativa e quantitativa dos riscos

Depois de conhecer os tipos de riscos que sua empresa pode possuir, é fundamental que os riscos sejam quantificados e qualificados. Um primeiro passo é classificar estes riscos entre aqueles que:

  • tem chance muito remota de ocorrer;
  • provavelmente não vai ocorrer, mas pode ser que aconteça;
  • a chance de ocorrer são muito baixas, mas sua existência não pode ser ignorada;
  • tem boa chance de acontecer; e
  • provavelmente vai acontecer, às vezes mais de uma vez.

Após essa prévia classificação por tipo de risco, é importante definir a gravidade das consequências de cada um deles, para saber quais devem ser tratados como prioridade em uma gestão de riscos.

Para essa análise é importante considerar por exemplo o grau de dano ao meio ambiente (perda irreparável, média ou quase nenhum impacto?), aos colaboradores (podem causar a morte, incapacidade total, parcial ou leve?), às instalações e equipamentos da empresa (corre o risco de perder tudo, ou a perda é parcial ou leve?) e à saúde financeira da empresa (os prejuízos serão elevados, médios ou pequenos?).

A quantificação dos riscos e oportunidades auxilia na priorização de ações, ou seja, o que será tratado a curto, médio e longo prazo.

Passo 4 – Planejar a resposta aos riscos

Aqui são definidas quais ações serão tomadas para mitigar ou eliminar os riscos identificados nos passos acima. É o plano de ação, que dará prioridade aos riscos que poderão causar os maiores impactos a seu negócio.

 Para esta etapa devem ser avaliados os limites e a aplicabilidade do sistema de gestão.

Passo 5 – Monitorar e controlar os riscos

Neste passo, o plano de ação é implementado e é feito o seu monitoramento, bem como a identificação de novos riscos e também a avaliação da eficácia dos processos de tratamento dos riscos e sua análise crítica.

 É importante que sua empresa mantenha toda a informação documentada, sejam documentos ou registros para assegurar que o plano de ação ocorrerá conforme o planejado.

Quando fazer gestão de riscos?

Onde fazer a gestão de riscos?

A gestão de riscos pode ser feita para processos, requisitos legais, aspectos e impactos e para o próprio negócio. Quando for para processos, é importante identificar todas as atividades realizadas em cada processo, a fim de identificar as oportunidades e os riscos.

A gestão de riscos para requisitos legais refere-se ao levantamento das legislações pertinentes para a atividade da sua empresa.Se for uma gestão para aspectos e impactos, serão analisados os aspectos e os impactos das atividades e/ou dos processos da sua organização.

Quando a gestão de riscos é para o seu negócio como um todo, então é feito o planejamento estratégico, levando em conta o mercado, a tecnologia, os recursos financeiros, os recursos intelectuais, os recursos humanos e as expectativas passadas, presentes e futuras.

Os benefícios de uma gestão de riscos eficaz para você e sua empresa

  • Proteja seu negócio;
  • Evite perda de valor da empresa devido à ocorrência de crises;
  • Previna e possa prever instabilidades corporativas;
  • Trate as incertezas e os riscos e oportunidades a elas relacionadas;
  • Melhore o relacionamento com as partes interessadas;
  • Maximize o aproveitamento das oportunidades positivas de ganhos;
  • Aumente a probabilidade de atingir os objetivos;
  • Estimule uma gestão proativa;
  • Esteja atento para a necessidade de identificar e tratar os riscos através de toda a organização;
  • Melhore a identificação de oportunidades e ameaças;
  • Melhore o reporte das informações financeiras;
  • Estabeleça uma base confiável para a tomada de decisão e o planejamento;
  • Melhore os controles;
  • Aloque e utilize eficazmente os recursos para o tratamento de riscos.

Uma gestão de riscos eficaz permite que sua empresa:

  • Tenha vantagem competitiva;
  • Esteja mais preparada para se antecipar a problemas;
  • Por saber se antecipar a problemas, estará mais sólida e será mais valiosa aos olhos do mercado;
  • Melhore o planejamento estratégico;
  • Melhore a performance e a produtividade;
  • Atenda às normas internacionais e requisitos legais e regulatórios pertinentes;
  • Melhore a governança;
  • Melhore a confiança das partes interessadas;
  • Melhore a eficácia e a eficiência operacional;
  • Melhore o desempenho em saúde e segurança, bem como a proteção do meio ambiente;
  • Melhore a prevenção de perdas e a gestão de incidentes;
  • Minimize perdas;
  • Melhore a aprendizagem organizacional;
  • Desenvolva uma mentalidade de risco na rotina operacional; e
  • Aumente a resiliência da organização.

Quer saber mais sobre Gestão de Riscos? Fale conosco!

Como identificar e acompanhar as mudanças na Legislação?

Uma empresa possui diversas maneiras de monitorar a legislação aplicável ao seu negócio. Ela pode encarregar seu departamento jurídico de realizar uma leitura e acompanhamentos diário das edições do Diário Oficial — nos âmbitos federal, estadual e municipal, por exemplo. Pode estimular seus advogados a se manterem atualizados e pode ainda investir em cursos para seus colaboradores.

No entanto, talvez isto não seja o suficiente para identificar e acompanhar todas as mudanças na legislação aplicável, seja pelo excesso de informação, seja porque o setor jurídico de uma companhia possui muitas outras atribuições para lidar, ou seja porque a empresa sequer tem condições de manter um setor jurídico e precisa terceirizar a tarefa.

LIRA-SOGI: Solução para sua Gestão

O monitoramento online de todas as publicações pertinentes aos temos e à identificação das obrigações legais exige uma estrutura robusta de profissionais altamente capacitados, a fim de garantir a segurança jurídica de todo o processo. É por isso, que muitas empresas optam pela contratação de um banco de dados legal, reunindo todos os requisitos num só lugar e permitindo assim, um monitoramento mais preciso deles.

A empresa pode selecionar os requisitos mais pertinentes ao seu negócio e acompanhar o atendimento de todos eles, assegurando o respeito aos prazos e a todos os procedimentos necessários. Ela também pode optar por contratar uma equipe de consultoria para gerenciamento de requisitos, que ficará responsável por identificar os requisitos legais pertinentes e também por cuidar da burocracia.

Seguir e atender as legislações aplicáveis é bem mais complexo do que parece, pois não envolve o negócio de forma generalizada; a legislação empresarial tem ramificações muito específicas e abrange seu escopo, operação, produção, geração de resíduos, emissões, insumos, maquinários, produtos, pessoal, Meio ambiente e muito mais.

Quais os objetivos propostos pelo Sistema SOGI?

Na prática, adotar um sistema especializado gera uma série de benefícios. Diminui riscos com fiscalizações inesperadas, reduz denúncias de partes interessadas (vizinhanças, colaboradores) e evita a aplicação de multas — que podem se originar até mesmo por puro desconhecimento legal. Em outras palavras, isso significa que atender as legislações aplicáveis é bem mais complexo do que parece, pois não envolve o negócio de forma generalizada, visto que a legislação empresarial tem ramificações muito específicas e abrange seu escopo, operação, produção, geração de resíduos, emissões, insumos, maquinários, produtos, pessoal, Meio ambiente e muito mais.

Além disso, a empresa pode se planejar melhor, visando não apenas estar em conformidade, mas também com pleno conhecimento dos seus riscos, criando assim planos de ação que estimulem seu desenvolvimento. Estar em conformidade também favorece na conquistas dos selo ISO. A ISO 14001, por exemplo, exige que a empresa esteja de acordo com diversas leis ambientais para ser concedida.

Na prática, adotar um sistema especializado gera uma série de benefícios. Diminui riscos com fiscalizações inesperadas, reduz denúncias de partes interessadas (vizinhanças, colaboradores) e evita a aplicação de multas — que podem se originar até mesmo por puro desconhecimento legal. Além disso, a empresa pode se planejar melhor, visando não apenas estar em conformidade, mas também com pleno conhecimento dos seus riscos, criando assim planos de ação que estimulem seu desenvolvimento. Estar em conformidade também favorece na conquistas dos selo ISO. A ISO 14001, por exemplo, exige que a empresa esteja de acordo com diversas leis ambientais para ser concedida.

O que acontece se você não Monitorar os Requisitos Legais?

Qual seria o grande problema de uma organização deixar de monitorar seus requisitos legais? Ela não só pode ter suas atividades interrompidas devido ao não cumprimento das leis, como também estará demonstrando que sua preocupação com a segurança e saúde do trabalhador e com o Meio ambiente é praticamente ausente.

E quem gostaria de trabalhar com uma empresa assim, não é mesmo?Uma empresa em conformidade com a legislação aplicável não apenas evita penalidades civis, administrativas e penais.

Organizações devem construir uma imagem sólida e confiável perante o mercado, conquistando oportunidades, como a aquisição de seguros mais atrativos e acessíveis e mais facilidade para a negociação de empréstimos bancários.


Fale conosco para agendar uma demonstração do SOGI ou tirar suas dúvidas.


SOGI: Metodologia própria, pensada para o seu negócio!

Atuando há 20 anos no mercado, oferecendo soluções para alcançar a sustentabilidade empresarial em seu negócio. São mais de 2.500 clientes, entre médias e grandes organizações, espalhadas pelo Brasil, América Latina e África, que desejam soluções rápidas e práticas para o monitoramento legal e para a implementação de sistemas de gestão, especialmente de normas internacionais.

E atráves do uso da nossa plataforma SOGI, nossos clientes conseguiram conquistar seus objetivos e alcançar melhorias e resultados muito mais consistentes e eficazes. Leia o nosso Case de Sucesso da SPDM e o Case de Sucesso de uma indústria de bebidas.

SOGI: porque sua Gestão merece os melhores resultados!

Como o foco é oferecer as ferramentas mais ágeis e didáticas que garantam a eficácia dos sistemas de gestão, a Verde Ghaia desenvolveu metodologias próprias para o desenvolvimento de softwares, tais como o SOGI – o Sistema de Gestão Integrada da Verde Ghaia, visando processos mais ágeis de monitoramento e gerenciamento de requisitos, possibilitando também tratar de maneira adequada suas não conformidades.

O SOGI é totalmente alinhado às normas internacionais de certificação ISO. Ele pode ser utilizado de maneira totalmente online, sem necessidade de instalação, permite um número ilimitado de usuários e também conta com a garantia de segurança e sigilo das informações. A utilização desta ferramenta vai permitir que você diminua os riscos e os prejuízos da sua empresa, te proporcionando uma nova experiência quando se trata de alcançar ótimos resultados em sistemas de gestão.

E se ainda resta dúvidas do por que utilizar o SOGI em seu negócio, continue a ler o artigo para conhecer ainda mais suas inúmeras vantagens e benefícios e assista ao Café Conectado sobre o tema Tecnologia na Gestão Empresarial.

Módulos SOGI e como garantir a eficiência do Sistema de Gestão

O SOGI apresenta inúmeras vantagens quando comparado a qualquer outro sistema de gestão existente no mercado. Além de ser reconhecido pelas certificadoras internacionais, ele possui sete módulos (e sempre continua em constante desenvolvimento e atualização) que você pode utilizar em conjunto, permitindo o monitoramento e o gerenciamento do seu sistema de gestão de maneira integrada e completa.

Módulo LIRA – Gerencie seus Requisitos Legais

A principal função do Módulo LIRA é fazer o monitoramento dos requisitos legais aplicáveis à sua organização e gerenciar planos de ações, para melhorar o atendimento desses requisitos. Os dados gerados são totalmente confiáveis considerando as necessidades e prioridades da sua empresa.

Um dos principais benefícios é permitir que você conheça todos os riscos e requisitos legais aplicáveis em seu negócio, e assim poder fazer o gerenciamento das leis e o monitoramento dos planos de ação. E por listar todos os requisitos aplicáveis, incluindo as obrigações que os requisitos geram para sua empresa, este módulo permite que você tenha uma ampla visão de todo o processo, pois todas as informações são organizadas e facilmente verificadas por meio de relatórios com gráficos e estatísticas, garantindo assim a eficácia do seu sistema de gestão.

Outra vantagem desse módulo é que ele possui atualização mensal, então você nunca ficará defasado ou desinformado sobre as legislações que foram revogadas, incluídas, excluídas ou alteradas no último mês. E ainda conta com todo o suporte técnico e jurídico necessários para o seu sistema de gestão. E isso com total mobilidade, tanto online quanto offline, e sempre de forma segura.

Módulo Auditoria

No Módulo Auditoria você pode programar auditorias internas e externas, registrando as informações e gerando relatórios automaticamente com todas as informações e comparativos dos processos e procedimentos da sua empresa. Assim é possível analisar se existe algo para modificar ou melhorar.

 A auditoria interna é uma parte muito importante para garantir a eficácia do seu sistema de gestão, pois é através dela que você identifica possíveis falhas e realiza ações para a correção das mesmas, evitando inclusive problemas futuros. Você pode também avaliar a performance dos processos, colaborando de forma direta nos resultados da sua empresa.

Na auditoria externa, utilizar o Módulo Auditoria do SOGI permite acompanhar as auditorias realizadas pelos Organismos de Certificação Credenciados, conferindo maior segurança e credibilidade aos resultados apresentados.

Além disso, ao utilizar este módulo, você vai gerar mais valor para sua certificação ao medir seu desempenho em relação ao atendimento dos requisitos das normas monitoradas. Ou seja, sua certificação se torna mais valiosa aos olhos do mercado e você mais competitivo em relação a seus concorrentes.

Módulo Gaia – Levantamento de Aspectos e Impactos Ambientais

O Módulo Gaia permite que você gerencie todos os aspectos e impactos ambientais da sua organização. Você pode registrar todos eles e realizar uma avaliação também desses impactos. Outra vantagem é a possibilidade de criar planos de ação voltados para a melhoria e adaptação às exigências.

Módulo PRSSO – Perigos e Riscos em Saúde e Segurança Ocupacional

O Módulo PRSSO avalia e gerencia os perigos e riscos da segurança e saúde no ambiente de trabalho.

Você também pode registrar e avaliar sua matriz de perigos e riscos, criar e gerenciar planos de ação voltados para a melhoria e adaptação às exigências e gerar relatórios gerenciais.

Módulo TNC – Tratamento de não conformidades

A Verde Ghaia, tendo conhecimento que existem muitas incoerências de abrangência das não conformidades, preocupada em auxiliar você no tratamento das não conformidades e querendo que você ganhe tempo na análise delas, desenvolveu o Módulo TNC.

Umas das funcionalidades mais importantes do SOGI, que traz muito benefício para quem o utiliza, é a eficácia no gerenciamento das Não Conformidades (NC). Essa eficácia é necessária porque quando uma organização não se preocupa adequadamente com o Tratamento das Não Conformidades (TNC), ela pode ter dificuldade em fazer negócios com outras empresas ou prestar serviços a elas, pode sofrer multas, sanções, proibições de atuação ou até chegar a ter a produção interditada – inclusive ela mesmo pode sofrer interdição completa.

Todas essas penalidades geram custos para a empresa. E você, como um bom gestor, deve evitar esses custos e reduzir o máximo possível os riscos que possam existir. E caso haja algum desvio ou não conformidade, que sejam tomadas as ações pertinentes para corrigir os problemas e evitar que eles ocorram novamente. Somente assim se garante a melhoria contínua do seu processo, produto ou serviço e, principalmente, evita perda de mercado.

Através deste módulo você pode controlar todas as etapas que compõem o tratamento dessas não-conformidades identificadas em sua empresa, possibilitando que você tome ações corretivas e preventivas. Também permite que você monitore as não conformidades, inclusive os resultados da concorrência, fazendo com que o processo de gestão se torne muito mais estratégico.

O Módulo TNC igualmente possibilita a correlação mais rápida da não conformidade com a obrigação legal e os requisitos normativos que a sua organização deverá cumprir.

Portanto, oferece maior agilidade na gestão, ao permitir a criação e gerenciamento de planos de ação adaptados às necessidades da sua empresa, sendo possível identificar as causas das não conformidades, avaliar a eficácia das ações implementadas, realizar análises críticas, entre várias outras possibilidades de suas funções estratégicas.

E para que sua gestão das não conformidades seja ainda mais facilitada, a Verde Ghaia também oferece assessoria no momento de inserir suas evidências de atendimento ou não aos requisitos legais.

Módulo Gestão de Riscos e Compliance

O módulo de Gestão de Riscos é o módulo administrativo do SOGI. Ele possui cadastros ilimitados de usuários, desde que sejam colaboradores da sua empresa. Ainda oferece a possibilidade de criação e adequação de permissões para cada tipo de usuários com relação às necessidades que a sua organização necessita. E elas são totalmente configuráveis.

Outra vantagem é a possibilidade de o usuário ter acesso corporativo. Isso significa que, se sua empresa possui unidades corporativas e precisa manter e monitorar os mesmos padrões de qualidade e de atendimento em todas ela, você pode acessar todas as unidades da sua empresa através deste módulo.

Módulo Licenças e Condicionantes.

O Módulo Licenças é dedicado ao controle de Licenças e condicionantes necessárias para sua empresa. Ele foi criado a partir das demandas dos clientes da Verde Ghaia.

Pela vantagem em possuir uma metodologia própria, desenvolvida pela Verde Ghaia, é possível ir agregando novos módulos ao SOGI de acordo com as necessidades que vão sendo percebidas através dos mais de 2.000 clientes que ela possui. Por isso, em breve também será lançado o Módulo Documentos, visando oferecer soluções cada vez mais completas.

SOGI – Porque ele é o melhor Software de Sistema de Gestão

 Considerando todos os benefícios e as vantagens descritas em cada um dos módulos do SOGI, sem dúvida ele é o mais adequado para a sua empresa hoje. Ele é capaz de resolver cada um dos problemas que pode surgir, inclusive antecipando e evitando muitos deles, diminuindo riscos e prejuízos e permitindo o monitoramento e o gerenciamento completo dos requisitos legais e o tratamento adequado das não conformidades.

Todas as funcionalidades dos módulos do SOGI também auxiliam que sua organização não comprometa seu sistema de gestão, pois possibilita que seja feita a manutenção dos requisitos que já estão em conformidade legal e trate da maneira mais adequada os que estão em não- conformidade.

O SOGI também permite a elaboração de planos de ação em cada módulo, o SOGI garante seu diferencial diante de tantas outras empresas, porque você pode traçar metas para que as exigências sejam alcançadas de maneira completa e estratégica, em todos os setores da sua empresa, estimulando inclusive seus colaboradores a se comprometerem com a qualidade do que você oferece.

O SOGI permite que você monitore os requisitos legais aplicáveis à sua empresa, os aspectos e os impactos ambientais, conheça quais os perigos e riscos inerentes à sua atividade, realize auditorias internas e de conformidade legal e também gerencie as não conformidades e os fornecedores.

Você reduz o risco de possíveis multas e sanções, de acidente de trabalho, crimes ambientais ou trabalhistas, economiza tempo e dinheiro e tem mais assertividade nas tomadas de decisão.

E o melhor, utilizado o SOGI você tem a garantia de que está seguindo corretamente os padrões mais rigorosos exigidos pelas normas internacionais. E também pode ter certeza que está gerenciando com eficácia as não conformidades, sem risco de sofrer nenhuma penalidade e nem sofrer prejuízos para a reputação da sua empresa.

Se ainda ficou alguma dúvida…

Se você deseja saber mais informações sobre algum módulo do SOGI…

Se você tem um problema na sua empresa e não sabe como resolver…

Se você já cansou de se esforçar, mas não encontra uma solução para tratar adequadamente das não conformidades…

Se as dificuldades só aumentam para gerir os requisitos legais…

Então entre em contato com algum dos consultores da Verde Ghaia! Eles vão te tratar de maneira exclusiva e personalizada, compreendendo o que você precisa para oferecer o que tem de melhor em sistema de gestão.

Como ter uma Gestão de Riscos eficiente?

Se você usa, por exemplo, planilhas de Excel para fazer a gestão de riscos para sua empresa, a chance de encontrar muitos problemas no meio do caminho é muito grande. Provavelmente algo pode passar despercebido e comprometer toda a análise final e assim prejudicar a tomada de decisão sobre o que corrigir.

Uma planilha de Excel pode ser também corrompida, e todo o seu trabalho pode ter sido desperdiçado, tendo que fazer tudo novamente. Perceba quanto tempo perdido com retrabalho que você tem. Hoje é possível melhorar seus resultados com base em indicadores de conformidade pautados às necessidades da sua organização sem ter muito trabalho.

Ao mesmo tempo, você pode agilizar seus processos internos e gerenciar suas demandas de forma rápida e ágil, reduzindo, significativamente, seu tempo. Você será eficaz, diminuindo as chances de erros, possuindo uma mentalidade de riscos para transformá-los em oportunidades, e prevenindo ações em vez de remediá-las. Sem dúvida, seu negócio vai se destacar entre tantas outras empresas, gerando resultados e contribuindo para o crescimento da organização.

Gestão de Risco eficiente

Através do SOGI, o mais moderno software online de gestão integrada da Verde Ghaia, que possui um Módulo exclusivo desenvolvido especialmente para te ajudar no gerenciamento de riscos e oportunidades de seu negócio: o Módulo Gestão de Riscos.

Buscar especialistas é essencial para gerir os riscos de maneira eficaz e a Verde Ghaia tem experiência de mais de 20 anos no mercado de assessoria em Gestão Integrada, especializada nas áreas de Meio Ambiente, Saúde e Segurança do Trabalho, Responsabilidade Social, Qualidade, Segurança de Alimentos, Sustentabilidade e Mudanças Climáticas.

O Grupo Verde Ghaia possui clientes dos mais diversos segmentos, atuando no Brasil e no exterior, e conta com consultores especializados que trabalham com o que há de mais moderno em sistemas de gestão ambiental.

Fatores de Risco de uma Organização

Dentro de uma empresa, existem riscos que podem vir a acontecer devido à fatores e influências externas ou internas.

Os riscos externos referem-se aqueles que não estão sob controle da organização, como a variação cambial, variação das taxas de juros, aumento de impostos, mudanças nas legislações, mudança no mercado que a empresa atua, desenvolvimento de novas tecnologias, questões políticas e econômicas, catástrofes naturais, a velocidade da propagação de notícias, sejam elas boas ou ruins, etc. Os riscos internos são as consequências da atuação da própria empresa.

Conheça os Riscos da sua Organização

Quando se tem conhecimento dos tipos de riscos que podem acontecer em seu negócio, fica mais fácil de evitá-los e agir de maneira a preveni-los antes que aconteça. E então entra a gestão de riscos.

Gestão de riscos é “o processo pelo qual o risco é medido ou estimado e estratégias são desenvolvidas para evitá-lo, reduzi-lo ou mitigá-lo”. Através da gestão de riscos você lida com as incertezas e com a probabilidade da ocorrência de um dano e suas consequências, avaliando-as para que as melhores decisões possam ser tomadas de forma antecipativa e preventiva, priorizando riscos que são mais prováveis que aconteçam ou os mais graves. Agindo dessa maneira você vai conhecer, antes, quais medidas tomar para que o risco seja evitado ou minimizado, e também quais os custos para isso.

A gestão de riscos é um processo contínuo, sujeito a atualizações, e não termina com a identificação inicial dos riscos. Ele deve possuir um bom plano de ação e todos da equipe devem estar alinhados a ele para que não haja surpresas nem problemas no meio do caminho. Por isso a noção de compliance se torna muito importante quando se fala de gestão de riscos.


Quer saber mais? Entre em contato conosco para começar agora mesmo a ter todas as vantagens de uma gestão de riscos eficaz.


VG Digital: A solução para agilizar sua Gestão de Conformidade Legal

Gestão de Conformidade Legal.O aplicativo VG Digital chega ao mercado como uma ferramenta facilitadora, cuja principal função é fornecer mobilidade na gestão do SOGI, o Sistema Online de Gestão Integrada da Verde Ghaia.

Este app foi criado com o intuito de trazer mobilidade nas questões de evidenciação das conformidades e das obrigações que já fazem parte do SOGi.

O LIRA facilita o monitoramento de todos os requisitos legais aplicáveis a uma organização e gerencia os planos de ação a fim de melhorar o atendimento de suas obrigações.

Por ser uma ferramenta amparada pelas normas internacionais de gestão, sua metodologia permite identificar os requisitos em âmbito federal, estadual e municipal, com um sistema atualizado constantemente a respeito das legislações que porventura tenham sido revogadas, incluídas, excluídas ou alteradas.

O APP – VG Digital é a versão móvel do seu SOGI

O VG Digital traz, principalmente, a vantagem da gestão de evidências de uma obrigação, que com o aplicativo, pode ser feito in loco, inclusive com em modo offline. Muitas vezes, o trabalho de registros de evidências necessita ser realizado em campo, ou seja, os auditores precisam comparecer às empresas para fazer a inspeção visual do local a fim de assegurar que tudo esteja em conformidade com a legislação.

Em muitas organizações, como siderurgias e indústrias com maquinário pesado, não é possível estabelecer uma conexão com a rede de internet em todas as áreas físicas inspecionadas, e por isso o auditor invariavelmente cai no esquema de retrabalho. Primeiro ele registra as evidências em campo, e depois, quando retorna à sua empresa, ele transcreve e registra todas as informações para o sistema online.

O app VG Digital elimina essa necessidade de retrabalho, permitindo que o registro da auditoria seja feito off-line, no ato da visita em campo.

Outra vantagem, é que quando é reestabelecida uma conexão com a internet, a sincronização de dados se dá automaticamente e todas as informações registradas em campo são sincronizadas com o SOGi web. O ganho de tempo é considerável.

Além disso, o VG Digital também conta com uma extensa biblioteca de requisitos legais, a qual contém todos os dados pertinentes ao seu negócio referentes à legislação e a indicadores dos sistemas contratados, seja  Meio ambiente, saúde e segurança ocupacional, segurança alimentar, responsabilidade social, energia, qualidade ou outro sistema.

Os requisitos também são acessíveis no modo off-line. Durante uma reunião, por exemplo, o gestor pode consultar dados importantes sem precisar recorrer ao seu desktop, o que ocasionaria interrupções e quebra de ritmo.

VG DIGITAL: a forma mais fácil e rápida de se comunicar

O app VG Digital também possui uma seção dedicada a comunicados, a fim de facilitar a comunicação entre o sistema da Verde Ghaia e os 35 mil usuários do SOGi. Nesta parte do sistema, todas as informações dignas de destaque são enviadas aos clientes, via notificação. Se houver, por exemplo, a divulgação de um prazo para migração à determinada ISO, o fato será conhecido imediatamente.

O aplicativo também proporciona a criação de planos de ação, e os dados podem ser inseridos a qualquer momento, mesmo off-line.

Durante uma reunião de equipe, é comum que haja a tomada de decisões e que os detalhes precisem ser inseridos no módulo eletrônico de gerenciamento, adotado pela empresa.

Agora o gestor pode simplesmente abrir o app VG Digital durante a reunião e inserir os dados simultaneamente, enquanto eles ainda são discutidos. Não será preciso mais aguardar o encerramento do encontro com os colaboradores. E todos estes dados podem ser editados a qualquer tempo.

App VG Digital é a ferramenta ideal para facilitar auditorias e reuniões, proporcionando ganho de tempo e reunindo os dados de forma imediata, prática e segura.

Leias mais sobre Negócios, Gestão, Monitoramento de Requisitos Legais, Conformidade Legal no Blog.

Você sabe a quais Riscos a sua organização está exposta?

Você já parou para pensar em todos os riscos que seu negócio possui? Sabia que conhecer seus riscos e saber gerenciá-los, eles podem ser tornar peças chave para sua empresa? E se você for dono do seu negócio, conhecer os riscos e saber geri-los é o mesmo que optar pelo crescimento sustentável da sua empresa!

Por isso, neste artigo vamos falar sobre quais riscos seu negócio pode possuir; o que é gestão de riscos e como você pode fazer uma gestão estratégica dos riscos em sua empresa e quais as vantagens disso.

Quais os riscos para seu negócio?

10 Passos para implantar um Compliance de Sucesso, mesmo sem ser advogado

Primeiro, é importante saber que risco é diferente de perigo. Risco é uma palavra que vem do italiano rischio, e, em um negócio, é definido como “acontecimentos, condições ou circunstâncias futuras que podem provocar impacto, normalmente negativo, em um projeto ou empreendimento, como prejuízos ou danos”. É a probabilidade de algo vir a ocorrer.

Perigo por sua vez é a causa do risco, sua fonte geradora, ou “a fonte, situação ou evento com potencial de causar danos à integridade física do trabalhador, as instalações ou aos equipamentos no ambiente de trabalho”.

A noção de risco também está atrelada ao conceito de oportunidade, pois de acordo com a norma ABNT NBR ISO 14001, riscos e oportunidades são efeitos potenciais adversos (ameaça) e efeitos benéficos, que são as oportunidades.

Existem riscos que, dependendo da tomada de decisão, podem vir a gerar lucros ou perdas para a empresa, sendo chamados de risco especulativo. Como exemplos, temos os riscos administrativos, que envolve tomadas de decisão sobre mercado, investimentos e produção; os riscos políticos, como as mudanças na legislação e regulamentos; e os riscos referentes à evolução tecnológica e inovação, que pode vir a trazer benefícios para os produtos e serviços ou torná-los obsoletos.

Toda organização está exposta ao Risco

Outros tipos de riscos são aqueles cujas consequências são sempre negativas e não há possibilidades de lucros com eles. Entre estes riscos, podemos citar os riscos que existem em relação ao patrimônio da empresa, como equipamentos, roubos, furtos, incêndios; os riscos de doenças e acidentes de trabalho que podem acontecer com os colaboradores; e também os riscos que podem causar uma indenização a terceiros, como os riscos ambientais, os problemas na qualidade de produtos e serviços, entre outros.

Portanto, em qualquer tipo de empresa há riscos. E estes podem vir a acontecer devido à fatores e influências internos e/ou externos.

Os riscos internos são aqueles que são as consequências da atuação da própria empresa, e os riscos externos referem-se aqueles que não estão sob controle da organização, como a variação cambial, variação das taxas de juros, aumento de impostos, mudanças nas legislações, mudança no mercado que a empresa atua, desenvolvimento de novas tecnologias, questões políticas e econômicas, catástrofes naturais, etc.

Quanto aos fatores internos, os riscos que o seu negócio pode possuir depende da sua atividade. Mas de modo geral podemos citar como exemplos:

  • Fraudes de colaboradores ou terceiros;
  • Perda de estoque ou de fornecedores;
  • Furtos;
  • Compra de insumos sem prévia pesquisa;
  • Ações trabalhistas;
  • Destruição ou perda de recursos físicos;
  • Perdas de receitas;
  • Elevação de custos;
  • Perda de funcionários importantes;
  • Má gestão das contas;
  • Problemas na produção;
  • Dificuldades logísticas na distribuição;
  • Falta de oferta de crédito;
  • Dificuldade em pagar empréstimos;
  • Multas e processos na Justiça;
  • Perda de reputação da marca;
  • Acidentes de trabalho;
  • Acidentes ambientais;
  • Continuidade do negócio;
  • Disponibilidade de capital;
  • Não cumprimento de uma norma ou requisito legal;
  • Perda de informações importantes devido ao uso de recursos ou sistemas obsoletos;
  • Retrabalho;
  • Desperdício de recursos financeiros e materiais;
  • Entre muitos outros.

Quando se tem conhecimento dos tipos de riscos que podem acontecer em seu negócio, fica mais fácil de evitá-los e agir de maneira a preveni-los antes que aconteça. E então, a gestão começa a dar os primeiros passo em direção a uma eficiente gestão de riscos.

O que é gestão de riscos?

Gestão de riscos é “o processo pelo qual o risco é medido ou estimado e estratégias são desenvolvidas para evitá-lo, reduzi-lo ou mitigá-lo”. Também pode ser definida como o “processo de planejar, organizar, dirigir e controlar os recursos humanos e materiais de uma organização, no sentido de minimizar ou aproveitar os riscos e incertezas sobre essa organização, que possam causar danos ao projeto, às pessoas, ao meio ambiente e a imagem da empresa”.

Através da gestão de riscos você lida com as incertezas e com a probabilidade da ocorrência de um dano e suas consequências, avaliando-as para que as melhores decisões possam ser tomadas de forma antecipativa e preventiva, priorizando riscos que são mais prováveis que aconteçam ou os mais graves.

Ou seja, você vai conhecer, antes, quais medidas tomar para que o risco seja evitado ou minimizado, e também quais os custos para isso. A gestão de riscos é um processo contínuo, sujeito a atualizações, e não termina com a identificação inicial dos riscos. Ele deve possuir um bom plano de ação e todos da equipe devem estar alinhados a ele para que não haja surpresas nem problemas no meio do caminho.

A ISO 45001 e a gestão de riscos

Dentro das normas internacionais de certificação, a gestão de riscos também se faz presente, através da norma ISO 45001. Seu foco é a gestão de riscos, avaliação de riscos, conscientização dos indivíduos envolvidos, melhoria contínua do sistema de gestão, tudo de maneira preventiva e englobando todo o negócio. De acordo com a ISO 45001, a gestão de risco é a ferramenta principal dentro de um sistema de gestão, agregando valor para qualquer organização, protegendo seus colaboradores, cumprindo os requisitos legais e facilitando o aprimoramento contínuo.

A ISO 45001 enfatiza o gerenciamento de riscos de sistema de gestão de saúde e segurança ocupacional (SSO), cujo objetivo é permitir que uma organização forneça locais de trabalho seguros e saudáveis que previnam lesões e doenças ocupacionais.

E mais importante que o risco, a ISO 45001 se preocupa com as oportunidades. E essa norma é importante porque com a implementação de um sistema de gestão baseado nessa norma, sua empresa passa a conhecer e gerenciar melhor os seus riscos, estabelecendo controles e definindo objetivos focados na prevenção e alinhados à estratégia da empresa. Ou seja, você passa a ter uma estrutura para gerenciar riscos e oportunidades garantindo que sejam mitigados ou eliminados (riscos) ou potencializados (oportunidades).  

Com a substituição da OHSAS 18001 para a ISO 45001, a maneira de levantar os riscos em sua organização mudou.

Antes era feito de maneira reativa. Hoje, com a alteração da norma, esse risco deve ser levantado e identificado de maneira contínua e preventiva. Outro ponto importante é que agora são considerados os riscos que podem afetar o funcionamento e a saúde da organização, incluindo as partes interessadas que possuem acesso ao local e trabalho, como visitantes, fornecedores, clientes, por exemplo.


Leia mais sobre Gestão e Compliance!

SOGI ou Planilhas: qual é o melhor para a sua gestão?

Em uma época de grande volume de dados, em que somos bombardeados a todo o momento com diferentes tipos de informações, que o que sabemos hoje pode ser simplesmente mudado amanhã, cujas legislações e regulamentos são constantemente atualizados e revisados.

E como agir para obter o melhor desempenho na sua gestão? Como diminuir os riscos e prejuízos? Como ter certeza que está em conformidade com os requisitos legais de uma certificação? Principalmente das normas internacionais?

Ter uma certificação da norma ISO ou OHSAS, por exemplo, significa que sua empresa tem diferencial competitivo diante da concorrência, oferecendo qualidade, credibilidade e confiança a seus clientes ao atender aos requisitos técnicos e de segurança seguindo padrões internacionais. Entretanto, o processo de implementação do certificado e, mais importante, sua manutenção, exigem alguns cuidados especiais que podem fazer toda a diferença nos resultados da sua organização.

Um desses cuidados é saber o que utilizar para interpretar os dados do seu sistema de gestão, seja para implementar uma certificação ou para mantê-la e gerar valor a ela. Uma das ferramentas utilizadas hoje são as planilhas de Excel. Mas existem também softwares especializados em sistemas de gestão, como o SOGI.  Qual é o melhor para seu negócio? Você já pensou sobre isso?

Se você quer problemas para sua empresa, utilize o Excel

Em um primeiro momento, talvez a sua resposta seja utilizar planilhas de Excel para analisar os dados do seu sistema de gestão. Aparentemente, seria algo simples, pois utilizaria um programa que o gestor até pode já ter uma certa familiaridade.

Mas, por ter essa familiaridade, então você pode concordar comigo de que é fato que os dados em uma planilha de Excel podem ser facilmente corrompidos, e assim todas as suas planilhas se tornam inutilizáveis, e você perde trabalho, perde informações extremamente importantes e ainda gasta o dobro de tempo para refazer tudo – se conseguir refazer.

Além disso, a chance de apresentar erros discrepantes nos resultados é enorme. Uma falta de atenção por algum motivo aqui, uma outra ali, alguns dados colocados de forma incorreta, informações que podem ser sabotadas por algum motivo… e pronto! Os resultados apresentam erros. E até achar onde está o erro, isso gasta tempo demais também, que poderia ser utilizado de forma mais produtiva realizando outras tarefas. Novamente, você corre o risco do retrabalho.

E existe algo que pode ser pior ainda. Você não percebe que houve algum tipo de erro por acreditar que os resultados do Excel estão corretos, além disso, acredita-se que não são necessárias ações corretivas para ajuste. Ou, analisando os dados através da sua planilha, está determinado que algum requisito precisa de ajuste quando na verdade está tudo certo. Nesse caso, o problema torna-se mais grave, porque as tomadas de decisão se dão com base em dados incorretos e as consequências disso são desastrosas, correndo o sério risco de você até perder a sua certificação.

A taxa de erro é proporcional ao volume das informações

SOGI ou Excel: qual é o melhor para a sua gestão?

Por mais que o Excel tenha várias fórmulas e funções automáticas, ainda assim necessita de uma pessoa que, em algum momento, inseriu os dados nela. E pessoas podem cometer erros, mesmo que tomem todo o cuidado para evitar isso. Além disso, nos dias de hoje, devido ao volume de informações que chegam em alta velocidade e que mudam constantemente, o cérebro humano, quando comparado à capacidade de armazenamento e processamento das máquinas, ainda está em grande desvantagem.

E no caso de empresas que possuem unidades corporativas, isto é, que possuem unidades espalhadas pelo mundo todo e que precisam manter e monitorar os mesmos padrões de qualidade e atendimento, usar planilhas de Excel pode significar redução drástica de qualidade, eficácia e eficiência. Empresas desse tipo, que utilizam o Excel, dificilmente conseguem manter e monitorar os dados do sistema de gestão de diferentes unidades de maneira uniforme, coerente e interligada.

Portanto, uma solução que parece simples e fácil à primeira vista pode se tornar uma dor de cabeça quase incurável depois. E em vez de ganhar agilidade e economia de dinheiro, você ganha trabalho em dobro, perde tempo refazendo as análises, deixa de se dedicar a processos mais produtivos e talvez até mais rentáveis, e pode provavelmente perder sua certificação.

Então, se você tem um problema e pode evitar, por que continuar insistindo nele, já que existem outras soluções? Por que reagir diante dos erros e não se prevenir para que eles não aconteçam? Por que não utilizar a tecnologia e tudo o que há de mais de moderno e produtivo para evitar os problemas causados ao adotar o uso da planilha de Excel?

SOGI – a plataforma de soluções mais completa para agilizar e facilitar sua gestão

Utilizar software de sistemas de gestão online – SOGI – vai te ajudar a evitar todos os problemas descritos acima. Hoje existem algumas opções disponíveis no mercado. Mas, se você se preocupa em minimizar riscos e prejuízos, sem dúvida a melhor, a mais completa e fácil de usar, é o SOGI, uma plataforma de Soluções para Gestão Integrada, utilizada por mais de 2.000 empresas e possuindo mais de 30.000 usuários cadastrados.

Ele foi desenvolvido de acordo com a metodologia Verde Ghaia, empresa que há mais de 20 anos atua no mercado brasileiro de certificação e também de países da América e da África. Os módulos do SOGI são orientados pelas normas internacionais de certificação como as ISOs, OHSAS e muitas outras cujo objetivo principal é oferecer ferramentas úteis para promover, agilizar a facilitar a sua gestão.

Atualmente o SOGI possui sete módulos, sendo que o oitavo está em desenvolvimento. Através deles você pode por exemplo:

1. Fazer a gestão de requisitos legais, auditorias, documentos internos, fornecedores;

2. Utilizar para fazer a gestão de normas internacionais, possibilitando que elas sejam um diferencial para o sucesso do seu negócio;

3. Fazer tratamentos de não-conformidades e planos de ação;

4. Verificar índices de sustentabilidade ou de conformidade legal em relação à sua concorrência;

5. E muitas outras possibilidades, que se adequam à sua necessidade.

As vantagens do SOGI em relação a uma planilha de Excel são inúmeras. Algumas delas são:

1. Com o SOGI você sempre terá planilhas e gráficos à sua disposição em tudo o que fizer, sem risco de estarem corrompidas ou com dados que podem ter sido sabotados;

2. Não há necessidade de uma estrutura de TI em sua empresa para utilizar a plataforma.

3. O acesso é online, não sendo preciso instalar nenhum programa nos computadores da sua empresa. Basta ter acesso à internet para obter todas as informações.

4. O armazenamento pode ser feito na nuvem, em servidores da Amazon e da Microsoft Azure. Por isso, a segurança é garantida, já que o gerenciamento dos dados é feito pela Verde Ghaia.

5. Alertas e suporte rápido para sua equipe sempre que julgarem necessário, pois os consultores da Verde Ghaia resolvem suas dúvidas rapidamente e no momento que você precisar.

6. É possível salvar documentos de até 2.5 MB em evidências objetivas.

7. Os relatórios gerados pelo SOGI são mais confiáveis, permitindo maior assertividade nas tomadas de decisão.

8. Possibilidade de integrar mais rapidamente as unidades corporativas.

9. Não há limite de cadastramento de usuários no SOGI. Podem ser cadastrados quantos forem necessários, desde que eles sejam colaboradores da sua empresa. Além disso, cada usuário pode ser cadastrado com diferentes hierarquias de perfis de acesso. E estes são totalmente configuráveis.

10. O usuário também pode ter acesso corporativo. Dessa forma, pode acessar todas as unidades da sua empresa.

SOGI – Ferramenta para a Metodologia do Prêmio Compliance

Todo ano, o SOGI é a principal metodologia adotada no Prêmio Compliance Brasil, evento no qual participam as maiores e melhores empresas do Brasil que buscam a excelência de sua gestão através das certificações internacionais, do cumprimento da legislação aplicável ao seu negócio e da implantação de ações que promovam a melhoria contínua de seus processos, produtos e serviços.

E ainda tem mais. Uma das principais diferenças e vantagens de utilizar o SOGI em relação ao Excel é o uso de Big Data. Pelo volume imenso de informações e dados que temos acesso e que são disponibilizados diariamente, e considerando que o cérebro humano ainda é limitado para realizar esse processamento, é preciso então utilizar soluções que saibam aproveitar esses dados brutos e transformá-los em informações claras e precisas para as tomadas de decisão.

E é isso que a Big Data faz, ao ser um processo eletrônico que transforma um grande conjunto de dados que estão separados em informações, estas informações são transformadas em conhecimento e este conhecimento é utilizado para tomar decisões, como ações corretivas para ajustar algum requisito ou melhorar determinado processo que está afetando a qualidade de seu produto, por exemplo. E a SOGI utiliza Big Data.

E então, você quer problemas ou soluções para sua empresa?

A resposta é simples. Se você quer problemas na sua empresa, utilize planilhas de Excel. Mas, se você quer que seu negócio se desenvolva e se beneficie de todas as vantagens de possuir uma certificação da norma ISO, OHSAS ou qualquer outra certificação, inclusive das normas internacionais, utilize o SOGI. Essa ferramenta vai significar economia de tempo, economia de dinheiro, redução de riscos, maior produtividade, eficiência e eficácia de processos e tomadas de decisão assertivas para sua organização.

Portanto, se você quer ser diferente de grande parte dos gestores, e prefere prevenir do que reagir diante dos erros, se o mais importante para você é implementar ou manter sua certificação com garantia de ótimos resultados, utilize o que tem de melhor em software de gestão no Brasil: SOGI, o Sistema de Gestão Integrado desenvolvido pela Verde Ghaia.


Fale conosco! E saiba mais sobre o SOGI e os seus Módulos.

Facilite a sua Gestão!

Blog SOGI