junho 2019 - soGi - Sistema Online de Gestão Integrada
×

Controle operacional para mitigar riscos de acidentes e incidentes.

A gestão de riscos é a elaboração e a implementação de medidas e procedimentos para prevenir, reduzir e controlar os perigos que podem ocorrer num ambiente organizacional.

Um risco pode ser definido como a possibilidade de ocorrência de um evento/perigo (que em empresas simplificamos como incidentes e acidentes), o qual pode causar danos a uma empresa. Um dano pode vir de várias formas: pode ser humano (doenças laborais, óbitos), patrimonial, financeiro, e até mesmo de imagem (uma empresa que gera um dano ambiental significativo, por exemplo, sempre aparece nos noticiários sob um prisma negativo).

O gerenciamento de risco basicamente pressupõe as chances de determinado evento acontecer e faz uma estimativas de sua gravidade. A partir daí, adota todas as medidas preventivas possíveis para evitar sua ocorrência.

Vamos pensar, por exemplo, em dois funcionários de uma mesma empresa. Um deles é operador de empilhadeira, maneja cargas pesadas e circula no ambiente industrial propriamente dito. O outro, cuida da faxina e realiza majoritariamente a limpeza dos escritórios. Qual deles está sujeito a sofrer perigos dentro de seu ambiente de trabalho? A resposta é simples: ambos. No entanto, o operador de empilhadeira é quem estará mais vulnerável a acidentes do que o faxineiro, devido à natureza de sua função. O gestor de riscos atuará tanto em favor do operador de empilhadeira quanto do faxineiro, no entanto, a análise de riscos usará de abordagens diferentes para um e outro.

Uma análise de risco adequada avalia a probabilidade de um perigo acontecer e mensura seus possíveis impactos (e consequente o prejuízo que atingirá a organização), respondendo a perguntas importantes tais como: quais são os perigos existentes em determinado ambiente? Quais as probabilidades de ocorrência de cada um dos perigos identificados? Se um dos perigos vier a ocorrer, quais serão suas consequências? Como posso reduzir ou eliminar tais perigos?

Quando o faxineiro coloca uma plaquinha no corredor para avisar que o piso está molhado, ele está tomando uma medida para redução de um incidente. Parece algo bobo e simples, mas imagine se todos os dias houvesse escorregões e quedas naquele local por falta da plaquinha? Quantos funcionários não seriam afastados devido às fraturas? Segundo dados da Previdência Social, a fratura de pernas (e tornozelos) foi a segunda maior causa de afastamentos do ambiente de trabalho no Brasil em 2017. Foram nada menos do que 79,5 mil casos registrados. [FL1] 

Uma conta paga por todos nós

Segundo o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, entre os anos de 2012 e 2018, nós já gastamos mais de R$ 83 bilhões com benefícios acidentários. Estima-se que no mesmo período, no Brasil, tenha ocorrido um acidente a cada 49 segundos; e a cada 3 horas e 34 minutos um cidadão tenha ido a óbito devido a fatalidades laborais.

Segundo o Jornal do Comércio, além disso, existem os gastos de longo prazo com aposentadorias por invalidez (ou seja, os funcionários que sofrem acidentes que os incapacitam para voltar à vida laboral); só em janeiro, foram concedidas 3,4 mil aposentadorias por invalidez pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Estes números só provam que a gestão de riscos no ambiente de trabalho é de suma importância.

Implementando a gestão de riscos

Conheça alguns passos básicos para se implementar a gestão de riscos em sua empresa:

Adoção de um PGR: O PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) é um documento que define a política e as diretrizes de um sistema de gestão. Seu objetivo é estabelecer requisitos para a prevenção de acidentes/incidentes em instalações ou atividades potencialmente perigosas. Este documento deve conter análises quantitativas e qualitativas a respeito dos riscos que rondam o negócio.

Envolvimento de pessoal: a gestão de riscos é um trabalho coletivo e deve obter a participação de absolutamente TODOS os funcionários de uma organização.

As medidas de prevenção de acidentes numa gestão de riscos deve ser inserida como parte da cultura da empresa, de modo que os funcionários não a tratem como uma obrigação tediosa ou desnecessária. Nem parece, mas de certa forma todos nós fazemos uma análise de riscos em nossa vida cotidiana, afinal riscos estão por toda parte. Quando olhamos para os dois lados para atravessar a rua, estamos analisando os riscos, calculando o momento seguro de cruzar para o outro lado. Institua essa mentalidade junto a seus colaboradores.

Treinamento constante: funcionários bem treinados são mais conscientes na prevenção acidentes e doenças laborais, e também sabem como agir em situações de emergência. Deve-se levar em consideração que toda atualização na empresa requer um novo treinamento. Por exemplo: uma reforma num ambiente pode exigir atualizações no processo de evacuação da área ou mesmo em questões de ergonomia. Mantenha seu pessoal sempre atualizado.

Rigidez no controle dos padrões e procedimentos: a melhor maneira de reduzir perigos num ambiente laboral é adotando rígidos controles de qualidade nos processos. Obter a certificação ISO 45001 — que visa ajudar as organizações a repensarem seus processos para diminuir acidentes e doenças ocupacionais – é um belo upgrade.

Análise crítica periódica para correção dos desvios identificados: isto significa realizar inspeções constantes e reavaliar periodicamente o PGR. Deste modo, todo desvio que porventura possa aparecer será corrigido a tempo.

Conclusão

A importância da gestão de riscos reflete diretamente no bem-estar da empresa — e consequentemente de seus funcionários, que trabalharão mais motivados sabendo que se encontram num ambiente seguro e que zela pela saúde de seus empregados. Uma empresa que adota e leva a sério a gestão de riscos assegura a preservação de seu patrimônio e das vidas que o cercam, reforçando também sua reputação no mercado.


Agende seu horário com um dos nossos consultores e conheça as soluções que o Módulo GRC vai te oferecer!

agende seu horário para apresentação dos Módulos do SOGI

Matriz de Aspectos e Impactos: qual a sua relevância?

Em geral, tendemos a pensar sempre nos aspectos e impactos negativos que uma empresa causa ao meio ambiente — como desmatamento, o não reflorestamento ou rompimento de barragens. Entretanto, uma empresa quando utiliza dos recursos naturais, de forma consciente, ela é capaz de interagir beneficamente com o meio ambiente e ainda crescer de forma sustentável.

Antes de darmos prosseguimento ao assunto, aqui abordado, é importante falarmos sobre a definição de aspectos e impactos ambientais, num conceito simplista. Os aspectos e impactos podem ser definidos como causa x consequência.

Os aspectos ambientais são por definição, as interações entre as operações da empresa e o meio ambiente, sejam elas maléficas ou benéficas. Já os impactos ambientais são, por definição, todas as possíveis modificações causadas no ambiente pelas operações de uma empresa, sejam elas também, benéficas ou maléficas.

Levantamento de Aspectos e Impactos Ambientais – LAIA

Uma das atividades mais importantes da gestão ambiental é a execução do LAIA – Levantamento de Aspectos e Impactos Ambientais. Em outras palavras, a listagem e análise de todos os aspectos da operação de uma empresa que de algum modo, podem afetar o meio ambiente.

O levantamento de aspectos e impactos ambientais envolverá amplo gerenciamento, portanto, é necessário que toda a organização esteja envolvida com o planejamento e a execução de atividades, a fim de facilitar os processos internos.

O gestor responsável deve ser hábil para lidar não apenas com aspectos técnicos da gestão ambiental, como também deverá gerenciar pessoas e lidar com a comunidade que vive em torno da empresa, para a qual ele realizará o LAIA. Se a empresa não tiver nenhum especialista em gestão ambiental, ela pode contratar uma empresa de consultoria ambiental — tomando o cuidado de confiar o serviço a alguém com experiência no ramo, caso contrário, estará assumindo uma série de riscos não controlados.

Embora no Brasil não haja nenhuma lei, que obrigue uma empresa a realizar o levantamento de seus aspectos e impactos ambientais, é fato que a sua execução traga uma série de benefícios. Dentre eles um bom relacionamento entre empresa e Estado, uma vez que podem ser evitadas notificações e multas por descumprimento da nossa legislação ambiental, ressalta-se que a rigorosidade das leis. Além disso, todo o cuidado da organização impactará, direta ou indiretamente, a comunidade local e por conseguinte toda a sociedade.

Matriz de Aspectos e Impactos

O LAIA é feito através de uma  matriz de aspectos e impactos ambientais, que terá como objetivo a criação e o gerenciamento de planos de ação para cada um deles.

Primeiro, lista-se os aspectos e impactos ambientais pertinentes às atividades da empresa, e posteriormente tais dados são catalogados e separados. A partir daí, cruza-se os dados da planilha e faz-se a avaliação deles sob a perspectiva da metodologia FMEA (Failure Mode ans Effect Analysis, ou Análise dos Modos de Falha e seus Efeitos), uma ferramenta que tem o objetivo evitar possíveis problemas durante um processo industrial.

O método realiza uma análise de falhas potenciais e suas respectivas ações de melhoria, focando principalmente em prevenção, palavrinha essencial, quando falamos em aspectos e impactos ambientais.

O uso dessa metodologia não é obrigatório, pois existem várias outras que podem ajudar seu negócio no Levantamento de Aspectos e Impactos Ambientais. Portanto, a escolha da metodologia a ser usada fica a critério de cada empresa.

Chernobyl: e se fosse hoje?

O LAIA também é importante para a gestão de riscos de qualquer operação, pois o desconhecimento ou o não tratamento de uma não conformidade pode resultar em acidentes com potenciais riscos ao meio ambiente.

O canal HBO lançou neste ano o seriado Chernobyl, uma dramatização daquele que é considerado maior desastre nuclear da história. Embora o seriado da TV esteja repleto de licenças artísticas, ele é um bom exemplo de como a ausência da gestão de aspectos e impactos ambientais pode piorar as proporções de um desastre.

O reator número quatro da usina em Pripyat, Ucrânia, explodiu no longínquo ano de 1986, época em que muitas empresas não davam tanta atenção assim aos aspectos e impactos ambientais. Numa cena emblemática no seriado, logo após o acidente, os principais administradores de Chernobyl se reúnem num bunker para discutir o caso.

Praticamente todos à mesa desconhecem as reais condições do desastre e, de início, apenas demonstram preocupação em esconder o fato da população, amenizando sua gravidade; não há nenhuma preocupação em resolver o problemas ou mitigar suas consequências. O único engenheiro que se mostra realista é imediatamente rechaçado e desacreditado.

Nós da Verde Ghaia, recomendamos muito a minissérie de quatro episódios, pois é uma aula sobre os piores erros que se pode cometer em uma gestão de análise de riscos.

Se houvesse um bom plano de aspectos e impactos ambientais, talvez o acidente na usina de Chernobyl nem mesmo tivesse ocorrido. Ou, caso a explosão fosse mesmo inevitável, muito provavelmente a empresa estaria mais preparada para situações de emergência. Haveria um plano de ação em caso de desastre — o qual incluiria treinamento e evacuação para a população de Pripyat –, bem como ações para amenizar os impactos ambientais na região.

Até hoje, a exposição à radiação vem ocasionando danos genéticos e taxas mais altas de mutações em muitos organismos da região. As aves e mamíferos de Chernobyl têm cataratas nos olhos e cérebros menores, e até 40% dos pássaros machos encontram-se completamente estéreis.

ISO 14001:2015

As empresas que desejam conquistar o selo ISO 14001 também devem ficar atentas ao gerenciamento de seus aspectos e impactos ambientais, que inclusive é abordado na norma 14001 e que deve ser seguido à risca.

Contudo, mesmo que não haja interesse na ISO 14001, é recomendável que toda empresa realize o levantamento de seus aspectos e impactos ambientais, pois hoje é comum as empresa solicitarem a apresentação do LAIA para firmar contratos de parceria.

Além disso, a maioria dos gestores e acionistas deseja conhecer os possíveis impactos econômicos gerado pelo aspecto e impacto ambiental — afinal um passivo ambiental pode prejudicar a atividade e influenciar tomadas de decisão. No mais, ignorar a relação das empresas com o meio ambiente não é mais aceitável no mercado atual. Não estamos mais em 1986.

Quer saber mais detalhes de como fazer o seu Levantamento de Aspectos e Impactos? Fale conosco!


Assista ao Café Conectado sobre Aspectos e Impactos Ambientais


Licenças e Documentos: ideal para a Gestão Corporativa

MÓDULO LICENÇAS E CONDICIONANTES – A gestão corporativa ideal para as licenças e documentos autorizativos de indústrias, centros de distribuição, armazéns e assemelhados.

Você já pensou em como Monitorar as Licenças e Documentos Autorizativos não só de sua Indústria ou atividade principal, mas também dos Centros de Distribuição, Armazéns, Centros de Armazenamento e Comércio Atacadista/varejista, centros retalhista e comércio de combustíveis, entre outros  assemelhados que compõem a cadeia logística de sua organização?

A VERDE GHAIA PENSOU E TEM A SOLUÇÃO PARA VOCÊ. 

Agora, por meio do Módulo de Licenças e Condicionantes, integrado ao SOGI é possível gerenciar, monitorar e controlar os prazos das licenças, documentos autorizativos e outros documentos críticos dos empreendimentos, cuja operação e funcionamento regular são importantíssimos para o sucesso de qualquer negócio.

Como sabemos, esses empreendimentos possuem estrutura menor e complexidade de obrigações reduzidas, mas também precisam se manter em compliance para a prevenção de multas e manutenção da operação com foco estratégico do negócio.

Por esse motivo, a Verde Ghaia traz essa solução que atende perfeitamente as necessidades das organizações, como também a de empreendimentos com menor estrutura, para que os mesmos mantenham as licenças e documentos críticos mais fiscalizados sempre em dia e com maior controle pela matriz.

O que o Módulo Licenças oferece à sua Gestão?

Por meio dessa solução os responsáveis pelos empreendimentos poderão visualizar de forma corporativa e integrada todos os indicadores de conformidades das licenças, condicionantes e outros documentos críticos de acordo com cada realidade.

E o melhor: poderão realizar auditorias periódicas, à distância, reduzindo os custos e tempo despendidos com deslocamento para verificação da conformidade dos documentos mais relevantes.  Isso não é perfeito??

Além disso, a organização poderá contar com a própria equipe de Consultores e Auditores da Verde Ghaia, a qual conta com profissionais experientes e com competência para realizar auditorias e validações à distância e, complementarmente, auditorias presenciais, se necessário.

Tudo isso, podendo ser acompanhado por meio de relatório com georreferenciamento e gráficos comparativos estratégicos que permitem verificar o avanço da gestão e unidades com maior risco e que demandam maior priorização.

Não vê a hora de conseguir dar um fim na insegurança da operação dos empreendimentos ligados a cadeia logística de empresa?

Fale com a Verde Ghaia, nós temos a solução para o seu negócio.


AGENDE SEU HORÁRIO PARA CONHECER NA PRÁTICA O MÓDULO LICENÇAS E CONDICIONANTES.

agendar horário para apresentação dos módulos do SOGI

Como analisar os riscos mais relevantes do negócio?

O Módulo GAIA, cuja sigla significa Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais, foi desenvolvido para facilitar o gerenciamento de todos os aspectos e impactos ambientais de sua organização.

Além disso, ele auxilia na avaliação de tais impactos e na criação de planos de ação voltados para a melhoria e adaptação às exigências legais.

No artigo adiante, abordaremos mais sobre o Módulo e os benefícios que as organizações podem alcançar bem como as melhorias em todos seu Sistema de Gestão!

Como atestar os controles e as análises de Riscos Ambientais?

O Módulo GAIA é um sistema para o gerenciamento de todos os aspectos e impactos ambientais significativos de sua atividade, o qual atesta a eficácia dos controles e auxilia na análise dos riscos mais relevantes para seu negócio, além de ajudar a vislumbrar oportunidades de redução de custo ou de novos investimentos.

Através de uma metodologia especialmente desenvolvida por especialistas, vai ficar fácil identificar a significância dos aspectos e dos impactos ambientais aplicáveis à sua organização, bem como a correlação de todos eles com a legislação.

O software oferece o procedimento e os critérios de identificação, informa se o aspecto e impacto ambiental são significativos, quais são os riscos para o seu negócio, identifica de forma clara os aspectos que necessitam de controle operacional a fim de reduzir suas ocorrências e é um suporte para a criação e gerenciamento de planos de ação para cada aspecto em sua atividade e processos.

Conheça os benefícios do Módulo Gaia para sua Gestão

– Armazena informações e históricos.

– Oferece uma interface amigável para visualização das planilhas.

– Gera relatórios e gráficos gerenciais, realizando o envio automático para o e-mail dos interessados, sempre mostrando o status dos planos de ação.

– Detém maior agilidade nos controles e possibilidade de controle centralizado.

– Organiza a gestão de todos os itens do Levantamento de aspectos e Impactos: área, processo, atividade e medidas de controle.

– Gerencia os riscos e oportunidades dos processos e operações, relacionando-os aos aspectos e impactos.

– Relaciona suas atividades finais e suas possíveis consequências de acordo com aspectos e impactos ambientais.

– Gera a análise de riscos e ciclo de vida dos produtos e relatórios gerenciais.

– Permite o controle das permissões de acessos dos usuários e das alterações nas planilhas.

– 100% de confidencialidade e segurança da informação.

– Sistema online, sem necessidade de instalação, com acesso em período integral de qualquer lugar do mundo

Com todas as informações pertinentes inseridas, o software é capaz de responder a milhares de perguntas, tais como:

– Quais são os aspectos/impactos significativos em minha atividade?

– Meus controles estão sendo eficazes?

– Quais os riscos mais relevantes para o meu negócio?

– Há oportunidades de redução de custo ou de novos investimentos?

Só o Módulo GAIA assegura a identificação dos riscos e oportunidades, e determina a gravidade, a frequência, a probabilidade, a incidência, o nível de controle e o risco residual de todos os aspectos e impactos ambientais, evitando a ocorrência de acidentes e garantindo à gestão ambiental o máximo de precisão.


Como manter o Módulo LIRA sempre atualizado?

O Módulo Outsourcing LIRA veio para sanar o problema de diversos clientes que, por diferentes motivos, não conseguem manter seu módulo do SOGI atualizado.

Agora é possível contratar o serviço jurídico para a realização de todo o monitoramento dos seus requisitos legais, tais como evidenciação de obrigações, validação de requisitos, avaliação da aplicabilidade das obrigações, incorporação de áreas de abrangência e criação de planos de ação.

Seu objetivo principal é o monitoramento dos requisitos legais aplicáveis ao negócio, cumprindo as inúmeras obrigações presentes em nosso ordenamento jurídico, que se destaca não apenas por seu volume espantoso, mas também  por sua dificuldade técnica, os quais exigem tempo de dedicação das áreas operacionais para gerir o processo de interpretação das leis na busca constante das evidências de atendimento.

Neste contexto, soma-se a exigência cada vez maior de conhecimento jurídico e técnico na avaliação das obrigações, bem como de qualidade na elaboração dos registros das evidências.

Como Outsourcing LIRA pode manter meus requisitos atualizados?

Através do Outsourcing LIRA, o consultor realiza a revisão da aplicabilidade dos requisitos legais e obrigações, removendo aqueles que não são pertinentes. Daí preenche a planilha do Módulo LIRA, inserindo as descrições de evidências de atendimento ou não atendimento das obrigações.

Por fim, são criados planos de ação corretivos junto aos gestores responsáveis e são determinados prazos para tratar as obrigações identificadas como não conformes. Todo o processo inclui o envio mensal de relatórios das estatísticas de atendimento do monitoramento legal.

Benefícios oferecidos à sua Gestão – Outsourcing LIRA

– Atualização mensal dos requisitos, obrigações e evidências do Módulo Lira.

– Redução de gastos com pessoal especializado.

– Validação mensal dos novos requisitos, visando instruir a empresa sobre novas obrigações importantes aplicáveis.

– Classificação das obrigações de acordo com as áreas de abrangência, de acordo com as indicações do cliente.

– Revisão da aplicabilidade dos requisitos e das obrigações aplicáveis ao cliente.

– Criação de planos de ações corretivos de acordo com as indicações do cliente.

– É um sistema ideal para empresas que fazem Auditoria 100% e que desejam validação e registro de evidências em todas as obrigações, pois as ações são diluídas ao longo do ano.

– Evita o estresse em períodos de pré-auditoria de certificação, pois tudo estará em dia.

– Utiliza mão de obra especializada e experiente no monitoramento legal.

– Recebe maior apoio técnico e suporte dos responsáveis pela metodologia SOGI.

 – Aumenta as chances de a empresa figurar entre os melhores no Prêmio Compliance Brasil.

A equipe jurídica dedicada ao outsourcing manterá a empresa informada das alterações mais importantes das obrigações legais. E ainda enviará mensalmente gráficos estatísticos de atendimento.

Dessa maneira o gestor tem total controle do processo e a organização não perde mais nenhum prazo legal.


Como manter o padrão da sua Gestão em todas as Unidades do negócio?

O Módulo Corporativo do SOGI é indicado para empresas com mais de uma unidade física e que precisam manter e monitorar os mesmos padrões de qualidade e atendimento em todos os seus estabelecimentos.

O sistema une as funcionalidades dos módulos LIRA, Licenças e GRC do SOGI para um registro simples de licenças, condicionantes e outros, gerenciando corporativamente o atendimento às leis e licenças, conferindo agilidade e praticidade às operações.

Ideal para empresas do ramo de construção civil ou para qualquer atividade que gere muitos impactos e seja passível de licenciamento ambiental, como mineração, concessões, petróleo e gás etc.

Sua maior vantagem é unificar o controle de várias unidades de seu negócio em um só lugar, mantendo o padrão de qualidade. É um sistema muito adequado para modelos de empresa de gestão centralizada, principalmente nos casos em que a organização possui locações em diferentes municípios e estados, pois é capaz de gerar relatórios unificados — além de gráficos e indicadores — e ainda apresentar um cenário comparativo dentre todas as unidades.

As informações também podem ser replicadas de uma unidade a outra, otimizando o tempo dos usuários. No que diz respeito a Governança, é possível visualizar a matriz de risco de forma corporativa, mostrando as várias unidades da organização.

O que o Módulo Corporativo traz de benefícios?

A ferramenta permite a definição de ações preventivas, corretivas e emergenciais, bem como o registro dos indivíduos responsáveis por cada ocorrência. Também possibilita marcar os departamentos responsáveis, marcar os usuários que receberão as demandas e os observadores. Além disso, também notifica sobre os prazos e ações, não só por e-mail como pelo painel de pendências da interface.

Com o Módulo Corporativo fica mais fácil também tomar decisões estratégicas, pois ele fornece gráficos e dados históricos dos indicadores de atendimento.

Outras funcionalidades do Módulo Corporativo

  • Acesso ao maior bancos de dados do país de legislações sustentáveis.
  • Exibição do status das licenças, validade e processo de renovação.
  • Diferenciação de status por departamento.
  • Biblioteca de condicionantes e exigências técnicas.
  • Gestão de Licenças Corporativas.
  • Relatórios hierárquicos para análise gerencial do atendimento aos requisitos aplicáveis.
  • Possibilidade de inserção de informações complementares solicitadas pelos órgãos competentes (mesmo depois que as licenças estiverem protocoladas).
  • Associação das condicionantes com obrigação do LIRA (caso possua o módulo).
  • Alertas de atualização de legislações e de pendências no sistema.
  • Interpretação jurídica das obrigações aplicáveis
  • Assessoria para esclarecimento de dúvidas jurídicas (contratação opcional)
  • Inscrição de quantidade ilimitada de usuários.
  • Sem limitação para uploads de documentos
  • Suporte técnico.
  • 100% de confidencialidade e segurança da informação.
  • Sistema online, sem necessidade de instalação, com acesso em período integral de qualquer lugar do mundo.

Unidades Corporativas precisam de um Sistema de Gestão eficaz

Empresas que desejam obter ótimos resultados e se destacarem no mercado necessariamente precisam de um sistema de gestão eficaz que possibilite a elaboração de planos de ação para monitorar todas as normas em vigor, bem como possíveis surgimentos e atualizações de leis aplicáveis a seu negócio. Somente assim elas estarão em compliance.

Quando essas organizações possuem unidades corporativas espalhadas por todo o Brasil, o desafio torna-se maior ainda, pois elas precisam manter os mesmos padrões de qualidade e atendimento em todos os seus estabelecimentos.  Soma-se a isso a dificuldade em gerenciar com eficácia um sistema de gestão para todas as unidades, especialmente porque o país possui um complexo sistema legal e um universo de milhares de leis, sendo praticamente impossível uma pessoa conhecer todas elas.

Então, por desconhecimento dessas leis, e consequentemente seu descumprimento, muitas empresas brasileiras não estão em compliance, deixando assim de obter todas as vantagens e benefícios que o cumprimento das regras e procedimentos aplicáveis ao negócio poderia trazer.

Considerações Finais

É um sistema que previne a perda de prazo, multas, interdições, paralisações das atividades e até mesmo evita a redução no tempo das licenças. Excelente para organizar com antecedência a documentação e as condicionantes de uma licença ambiental.

Tudo unificado, num sistema só, para que todas as unidades de sua empresa possam trabalhar com rapidez e sob o mesmo padrão de qualidade.


Módulo Corporativo do SOGI é indicado para empresas com mais de uma unidade física e que precisam manter e monitorar os mesmos padrões de qualidade

Como registrar e avaliar a Matriz de Perigos e Riscos?

Toda organização séria se preocupa com o registro, avaliação e gerenciamento dos perigos e riscos da segurança e saúde ocupacional. O levantamento e identificação dos perigos deve ser contínuo e proativo, buscando sempre a prevenção e continuidade das ações.

Para isso, os riscos e perigos devem ser identificados de acordo com o contexto de sua organização.

Como ter controles eficazes e evitar riscos?

Como ter controles eficazes e evitar riscos?
Qual a importância de um SG de Saúde e Segurança

O Módulo PRSST (Perigos e Riscos da Saúde e Segurança no Trabalho) é a melhor solução para implementar controles eficazes e evitar a ocorrência de riscos para todos os seus colaboradores.

O Módulo PRSST foi desenvolvido para auxiliar a identificar, avaliar e monitorar quaisquer perigos e riscos de acidentes, incidentes e doenças ocupacionais,  sejam eles físicos, psíquicos, emocionais — presentes ou futuros —, sempre levando em conta o contexto de cada organização.

O sistema permite o registro e a avalição da matriz de perigos e riscos, identificando os principais riscos e avaliando a significância dos perigos e de seus controles operacionais, e a partir daí criando e gerenciando planos de ação voltados para cumprir as exigências, tudo com gráficos e relatórios gerenciais para monitorar os dados de maneira sólida e precisa.

Controle total de seus riscos através do Módulo PRSSO

Controle total de seus riscos através do Módulo PRSSO
Quais são os Requisitos de Segurança para operação de máquinas?

– Identificação dos riscos e oportunidades dos perigos e riscos da segurança no trabalho (relacionados a cada atividade), bem como a probabilidade, severidade e frequência de cada um;

– Avaliação automática, plano de controle de revisões, planos de ação integrados à legislação aplicável à empresa;

– Avaliação da perspectiva do ciclo de vida dos seus perigos;

– Prevenção e diminuição de acidentes, multas, processos trabalhistas, doenças ocupacionais etc;

– Interface para visualização de melhorias tais como aumento de produtividade, alterações de processos, produto ou serviços, uso eficiente de EPIs, comunicação interna, programas de conscientização e mais;

– Separação do maior número possível de riscos gerados, reais e potenciais, benéficos e adversos, decorrentes de cada perigo identificado, considerando sempre se são significativos;

– Gerenciamento dos perigos e riscos da saúde e segurança no trabalho;

– Armazenamento de informações e históricos;

– Geração automática de relatórios e gráficos gerenciais;

– Envio automático de e-mails com o status dos planos de ação;

– Maior agilidade nos controles e possibilidade de controle centralizado, com monitoramento de permissão de acesso e alterações nas planilhas;

– Registro, avaliação e análise de sua matriz de perigos e riscos;

– Criação e gerenciamento de planos de ação para cada perigo em suas atividades e processos;

– Visualização dos requisitos legais para cada perigo identificado, com acesso às evidências e ações de cada caso;

Com todas as informações inseridas, o software é capaz de responder a questões importantes como:

– Quais os perigos e riscos significativos em meu ambiente de trabalho?

– Os controles utilizados estão sendo eficazes?

– Quais os riscos mais relevantes para o meu negócio?

– Onde existem oportunidades de redução de custos ou de novos investimentos?

Considerações Finais

Controle total de seus riscos através do Módulo PRSSO
Integrando os elementos das três normas: ISO 9001, ISO 14001 e 45001

Esse tipo de avaliação detalhada determina a vulnerabilidade de uma organização nas questões de saúde ocupacional e serve de ponto de partida para a implantação de um sistema de gestão.

Deste modo você garante a segurança e a saúde de toda a sua equipe e ainda gerencia de maneira eficaz seus riscos e oportunidades; e ainda obtém vantagens para conquistar certificações sempre que desejar, pois sempre estará em conformidade.


Conheça o Módulo PRSSO e grencie os perigos e riscos da segurança e saúde ocupacional. - Ebook PRSSO Módulo SOGI
Gerencie os perigos e riscos da saúde e segurança ocupacional.

Evite desastres Ambientais: analise seus aspectos e impactos com precisão!

O levantamento dos aspectos e impactos Ambientais deve ser visto pelas organizações como um assunto de suma importância. Um desastre ambiental de grandes proporções, por exemplo, muitas vezes poderia ser evitado com uma análise cautelosa dos aspectos ambientais e riscos de uma região.

Os riscos ambientais podem se apresentar sob várias formas e afetar departamentos distintos de uma organização, por isso é importante que a análise seja feita de maneira multidisciplinar, com profissionais das diversas áreas e dotados de alto conhecimento técnico.

O levantamento de aspectos e impactos ambientais pode ser executado por funcionários da própria empresa — contanto que haja conhecimento sobre gestão ambiental, claro. Mas também pode-se contratar consultoria ambiental com experiência no ramo, desta forma nenhum aspecto e impacto deixará de ser abordado, e isto significa assumir riscos que de outra forma poderiam ter sido controlados.

Veja como organizar um levantamento ambiental eficaz seguindo as orintações abaixo.

Elaboração de critérios para seu SGA

Deve-se definir quais critérios farão parte do levantamento. Isto vai depender muito do tipo de organização, de seu ramo de atividade, de sua política ambiental e de seus objetivos. Antes de coletar quaisquer dados, recomenda-se a elaboração de uma listagem o mais ampla possível (embora não tão longa a ponto de se tornar exaustiva) dos elementos que possam auxiliar a organização na identificação de seus aspectos ambientais.

Etapas do processo para Levantamento de aspectos e impactos

Desastres Ambientais: analise seus aspectos e impactos
O que é GAIA (Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais)?

Etapa 1: definição dos critérios que serão adotados para avaliar os aspectos e impactos ambientais. Eles devem ser ordenados de acordo com seu grau de significância. Lembrando que os critérios de avaliação dos aspectos e impactos ambientais, em geral, ainda são muito subjetivos.

Sendo assim, a empresa deve focar em identificar as condições anormais e as situações de emergência, determinando quais aspectos podem causar um impacto significativo no Meio ambiente.

Após identificar todos os aspectos e impactos significativos, a empresa deve determinar seus controles operacionais para minimizar o impacto ao Meio ambiente.

Etapa 2: identificação dos aspectos e impactos das atividades, produtos e serviços da empresa. O ideal é montar um mapa de fluxogramas dos processos e determinar a entrada e saída de cada item.

Etapa 3: avaliação dos aspectos e impactos ambientais identificados na etapa 2, juntamente à lista de critérios da etapa 1. Com isto, monta-se um registro documentado das avaliações.

Etapa 4: priorização dosaspectos e impactos ambientais avaliados na etapa 3. Em seguida, deve-se elaborar um relatório de avaliação indicando os aspectos ambientais prioritários.

Este último passo gera um relatório de avaliação ambiental final, no qual constarão dados sobre a área de atuação da empresa, suas atividades, processos de produção, impactos e, principalmente, medidas de controle. Este documento é aquele que será devidamente aprovado pela alta administração.

Outras questões que devem ser consideradas ao montar o levantamento de risco ambiental:

Aspectos:

• Identificação dos aspectos

• Frequência com que ocorrem ou possibilidade de ocorrerem;

• Riscos e oportunidades gerados por eles, sendo que os riscos devem conter uma análise individual de gravidade;

• Perspectiva de ciclo de vida desses aspectos.

Impactos:

• Identificação dos impactos, bem como abrangência e gravidade de cada um;

• Avaliação da significância dos impactos;

• Avaliação dos controles operacionais a fim de evitar novas ocorrências.

Medidas a serem tomadas para integridade do seu negócio

Desastres Ambientais: analise seus aspectos e impactos
15 perguntas e respostas imperdíveis sobre a ISO 14001

Ao identificar os aspectos e impactos ambientais, é importante que as análises sejam carregadas de senso crítico a fim de assegurar a sensatez nas decisões, principalmente no que se refere a aspectos ambientais indiretos, ou seja, aqueles que estão fora do controle da empresa, como tempestades, erosões espontâneas e outros.

Abaixo citamos algumas medidas que você deve tomar ao realizar o gerenciamento da sua Gestão:

• Gerenciamento dos aspectos e impactos;

• Implementação de controles operacionais;

• Prevenção e diminuição de poluição, geração, emissão ou descarga de qualquer tipo de poluente ou rejeito;

• Visualização de melhorias, tais como: alterações nos processos, produtos ou serviços, uso eficiente de recursos e materiais, substituição de energia, reutilização, recuperação, reciclagem, tratamento;

• Separação do maior número possível de impactos ambientais gerados — sejam eles reais, potenciais, benéficos ou adversos — decorrentes de cada aspecto identificado, sempre determinando se serão significativos.

Quando uma empresa reconhece a importância da qualidade ambiental na gestão de seus negócios, ela garante não só a melhoria do meio em que vive, mas também assegura sua competitividade num mercado altamente globalizado.


E-book Módulo Gaia do SOGI- para gerenciamento dos aspectos e impactos ambientais.
Módulo Gaia- Gerencie seus Aspectos e Impactos Ambientais.

Blog SOGI