SOGI Módulo GRC: Governança, Risco e Compliance
×

Como implementar um Programa de Governança, Risco e Compliance?

O risco pode ser definido como a probabilidade de alguma coisa acontecer, seja ela em caráter positivo ou negativo. Numa organização, o gerenciamento de risco consiste na identificação, planejamento, administração e controle dos recursos materiais, processuais e humanos, com o objetivo de minimizar e tirar proveito dos riscos ou incertezas.

Gestão de Riscos: saiba como gerenciar

Todas as organizações, de todos os setores, estão sujeitas a algum tipo de risco. Portanto, é fundamental que os gestores compreendam a aceitem que o risco é intrínseco qualquer atividade e que por isso é tão importante realizar o gerenciamento de riscos. A partir do momento que as empresas passam a ter os seus riscos monitorados, é possível aumentar o retorno do investimento, favorecendo o cenário e assim alcançando as metas e objetivos estipulados.

Os riscos podem ser mínimos, baixos, médios, altos e extremos. Em todos os casos, podem degradar produções, processos, projetos e ações, perturbando a conquista de objetivos e metas. O que vai diferenciá-los será o nível de impacto que cada um causará, podendo este ser de mínimo a irreversível.

O principal foco da gestão de riscos numa empresa é a tentativa de blindagem do modelo comercial em andamento. Porém, não se engane: os riscos não são apenas negativos, ou seja, passíveis de gerar ameaças com consequências desfavoráveis à companhia, levando a prejuízos e danos. Parece contraditório, mas alguns riscos podem ser classificados como positivos.

Riscos positivos são aqueles que podem gerar ganhos, melhorias e até crescimentos nas organizações. São as chamadas oportunidades. Mas atenção: os riscos positivos, ou oportunidades, precisam ser planejados. Um evento ocorrido fortuitamente não pode ser considerado um risco positivo.

Gerenciamento das Oportunidades

O gerenciamento das oportunidades é tão importante quanto o controle das ameaças, pois uma oportunidade pode gerar um novo negócio, projeto, mercado, e ainda se desenrolar em outras novas oportunidades. Os riscos sofridos por uma empresa também podem ser de diversas naturezas, como por exemplo:

# Risco Legal: quando a organização não está em acordo com a legislação e códigos de conduta que regem as operações de seu negócio;

# Risco Operacional: quando a empresa utiliza de recursos (humanos e operacionais) não eficientes e que, portanto, podem trazer prejuízos;

# Risco de Imagem: quando, por um descuido de conduta, a empresa arranha sua reputação perante clientes, fornecedores e a sociedade em geral.

Existem também aspectos externos que podem afetar as organizações e aumentar os riscos do negócio, como fatores de natureza política no país, instabilidade econômica, eventos sociais e tecnológicos.

Gestão de Riscos – ISO 31000

A gestão de riscos também pode contar com o reforço das certificações, como a ISO 31000, uma norma que tem dentre suas exigências os melhores padrões para gerenciamento de riscos, incluindo requisitos legais, em nível internacional. Seu objetivo é fornecer um padrão para a implementação de um gerenciamento de riscos para todas as organizações.

Já a ISO 9001 determina que ao mapear os riscos e as oportunidades, deve-se levar em conta todos os questionamentos referentes ao contexto de negócio da organização, seus públicos de interesse e setor de atuação.

A gestão de risco, quando bem executada, agrega valor ao negócio, facilita a tomada de decisões em todos os níveis hierárquicos, valoriza o capital humano e intelectual dos colaboradores e permite um processo de melhoria contínua em todos os processos da organização.

Gestão de Risco não deve ser esquecida

A Gestão de Riscos não pode esperar, organizações sérias e preocupadas com sua sustentabilidade no mercado buscam ferramentas que te proporcionem solidez, tanto para o risco reputacional, talvez, um dos mais importantes para uma marca, quanto para os riscos do negócio.

Não há mais tempo, o mercado não pode esperar, a partes interessadas já não querem mais correr riscos. Um boa Gestão de Riscos pode ser a chave do sucesso para grandes empresas. Há quem pense que isso seria custo, mas diante de tantos números negativos, gestão de riscos é um grande investimento.

Lançamento do PICS – Verde Ghaia, Prêmio Compliance e SOGI

Em 2019 o Grupo Verde Ghaia, responsável pela gestão de riscos de mais de 2000 organizações no Brasil, lança o PICS – Pacto de Integridade e Compliance Sustentável, uma iniciativa voluntária que visa fornecer diretrizes para a promoção da ética e do crescimento sustentável, por meio de lideranças corporativas comprometidas e inovadoras.

“Compliance significa estar de acordo, cumprir e fazer cumprir normas, controles internos e externos, políticas e diretrizes estabelecidas, assumidas voluntariamente ou impostas às atividades da organização. Estar em compliance assegura que a empresa está cumprindo totalmente todas as imposições dos órgãos de regulamentação, dentro de todos os padrões exigidos de seu segmento. E isso de forma íntegra, ou seja, coerente com a identidade da organização (propósito, valores e princípios), a base de Gestão de Riscos”.


Fale Conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *