Sistema Gestão Ambiental: Como controlar e cumprir seus Requisitos
×

Como controlar as suas Licenças e Condicionantes?

É um fato: empresas com que adotam um sistema de Gestão Ambiental são mais bem vistas pelo mercado, pela sociedade e até mesmo por seus concorrentes.

A Gestão Ambiental adequada envolve principalmente o cumprimento de todas as leis e condicionantes ambientais, além disso enfatiza a sustentabilidade, visando o uso de práticas e métodos administrativos para reduzir ao máximo o impacto das atividades econômicas sobre os recursos da natureza.

Para isto, recomenda-se a adoção de um Sistema de Licenças e Condicionantes, que vai integrar todas as questões da Gestão Ambiental da empresa, facilitando o cumprimento das leis e reforçando o comportamento sustentável entre as equipes.

Quando implantado corretamente, esse tipo de sistema gera uma redução drástica de custos, tanto direta quanto indiretamente. A redução de custos diretos pode ser confirmada através da diminuição no desperdício de matérias-primas e de recursos, tais como água e energia.

Já a redução de custos indiretos pode ser constatada através da economia em sanções e indenizações relacionadas a danos ao Meio ambiente e/ou à população localizada próxima às instalações da empresa. Devemos lembrar que uma empresa não necessariamente precisa passar por situação gravíssima (como um acidente ambiental) para ser penalizada. Um mero descumprimento de uma condicionante pode gerar diversos prejuízos, os quais incluem até mesmo a paralisação das atividades.

Veja dicas para implementar um sistema de gestão ambiental mais eficiente!

Organize os documentos de licenciamento ambiental

Parece óbvio, mas por incrível que pareça muitas empresas não organizam sua documentação de forma eficiente, perdendo prazos e assim pagando multas desnecessariamente.

A organização e sistematização de documentos é um dos passos mais importantes em qualquer processo de gestão, portanto é essencial ter todos os documentos relacionados à gestão ambiental (tais como licenças, protocolos e relatórios) devidamente armazenados num só lugar. Todos devem estar digitalmente acessíveis, podendo ser pesquisados por todos os gestores interessados, e também devem conter um backup seguro.

Faça um check list de todas as suas licenças regularmente

O cumprimento de cada uma das condicionantes deve ser avaliado com regularidade.

Deve-se ficar atento ao seu prazo e ao seu status no momento. Deste modo, é possível ter uma visão geral do processo e compreender em quais pontos a empresa pode falhar nos requisitos ambientais.

Esse processo também permite a prevenção da perda de licenças devido ao não cumprimento de alguma condicionante.

Mantenha um histórico das condicionantes

Vamos supor que seu gestor ambiental se desliga da empresa. O novo gestor certamente precisará ficar a par de tudo o que acontecia antes, principalmente ao abordar condicionantes sem prazo (aquelas que se dão durante a vigência de uma licença) ou as condicionantes especificas com prazo (aquelas com período limitado de vigência e que requerem solicitações especiais aos órgãos ambientais).

Agora imagine que não exista um histórico das condicionantes de sua empresa. Coitado desse novo gestor, não é? Esse tipo de desorganização pode gerar redundância nos processos, causando perda de tempo, e, na pior da hipóteses, render multas e recebimento de termos de ajustamento de conduta. Por isso, gerenciar e padronizar os processos é tão importante!

Cada documento gerado, encaminhado ou recebido deve ser armazenado e estar sempre disponível (preferencialmente anexado junto ao check list das licenças).

Assegure que todos os departamentos pertinentes tenham aos dados da gestão ambiental

As questões de gestão ambiental não ficam exclusivamente a cargo do “gestor ambiental e sua equipe”. Praticamente todos os setores da empresa são envolvidos. O departamento financeiro fica responsável pelo pagamento de taxas. Todos os gestores precisam gerar relatórios. O setor de operações precisa assegurar o cumprimento de ações importantes (como a limpeza das calhas de escoamento de rejeitos). Enfim, é muita gente envolvida. E é preciso haver um sistema integrado para que tudo seja coordenado corretamente.

Com um sistema de gestão ambiental bem estruturado, sua empresa não apenas demostra preocupação com o uso consciente dos recursos ambientais, como reduz custos, evita desperdícios, reutiliza materiais e aumenta seus lucros. Além de proteger a sociedade como um todo.


Dicas de leitura:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *