Como valiar os Perigos e Riscos em Saúde e Segurança Ocupacional?
×

Procedimento de avaliação de Riscos e Oportunidades

Não há modo de gerenciar uma empresa sem adotar procedimentos para preservar a saúde e a segurança do trabalhador. E isso, não apenas por questões de conformidade legal, mas principalmente em virtude de precaução com os colaboradores da organização.

Por esse motivo, toda organização, por menor que seja, deve implementar algum tipo de procedimento interno para a avaliação dos Perigos e Riscos levantados pela equipe de sistema de gestão com foco em Saúde e Segurança do trabalhador.

Como avaliar os Perigos e Risco em SSO?

O Módulo PRSSO (Perigos e Riscos da Saúde e Segurança Ocupacional) do SOGI oferece uma configuração no sistema capaz de fazer uma associação entre os procedimentos internos da empresa e os respectivos perigos e danos que ali podem se apresentar.

Para conquistar um bom sistema de gestão da SSO, é preciso haver envolvimento de 100% dos trabalhadores da organização. Além disso, para que seu sistema de gestão em SSO funcione, é necessário haver um trabalho paralelo, que envolverá principalmente aspectos práticos do dia a dia do trabalhador.

Salientamos, no entanto, que os procedimentos devem envolver a responsabilidade de todos da organização, sem exceção. A falta de envolvimento e de descumprimento com os requisitos legais aplicáveis a gestão em SSO, pode favorecer os perigos e riscos no ambiente de trabalho. De acordo com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), em 2017 foram concedidos cerca de 22 mil benefícios acidentários a trabalhadores que precisaram se afastar do trabalho por mais de 15 dias devido a algum tipo de doença relacionada a LER (Lesões por Esforços Repetitivos) ou Dort (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho). Isso representa 11,19% de todos os benefícios concedidos. [01]

Saúde e segurança do seu colaborador não é brincadeira! Gerencie com cuidado seu SSO, use ferramentas focadas em gestão e análise de perigos e riscos como o SOGI PRSSO.

SSO – Medidas para serem adotadas

Veja abaixo algumas medidas que você pode adotar na sua empresa:

  • Realize eventos pontuais para informar sobre a importância na prevenção de acidentes e cuidados com a saúde. Esses eventos devem envolver absolutamente todos da empresa e devem conter informações práticas e que possam ser adotadas com facilidade.
  • A prevenção de acidentes é uma ação coletiva. Muitos acidentes são causados devido ao excesso de confiança, de negligência, de imprudência e de imperícia por parte dos funcionários.
  • Em todo caso, é sempre interessante formar uma comissão, a qual estará atenta quanto à segurança e saúde de todos os colaboradores e poderá auxiliar na realização de eventos sobre a importância da prevenção de acidentes e cuidados com a saúde.
  • Crie na sua equipe a consciência de que todos estamos sujeitos a imperícias. Uma breve busca na internet mostra que acidentes de trabalho (muitas vezes fatais) ocorrem com frequência e que sempre há casos recentes sendo noticiados. Em sua maioria são trabalhadores como eu e você, que saíram de casa sem imaginar que iriam se deparar com uma fatalidade.
  • Crie uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA). De acordo com a lei, a CIPA se faz necessária em empresas que tenham mais de 20 funcionários ou que exerçam atividades perigosas.
  • Tenha uma gestão à vista, com dicas que falem desde a prevenção de acidentes a assuntos sobre ergonomia. E sempre que for possível, trabalhe com a percepção visual dos seus colaboradores, deixando placas com avisos, imagens ilustrando como levantar caixas ou agachar para pegar objetos no chão, etc.
  • Forneça condições adequadas. Não basta conscientizar suas equipes se a empresa não fornecer condições adequadas para o cumprimento de todas as normas de segurança.
  • Sempre forneça EPIs e EPCs em estado adequado, e mantenha em dia a análise das condições físicas dos ambientes laborais, bem como estudos de ergonomia e a identificação e mitigação de perigos e riscos.

Atenção à legislação

Quanto mais NRs o sistema de gestão de SSO atender, mais completo ele será. E os prazos legais devem ser cumpridos à risca, até mesmo para evitar multas e custos desnecessários.

Portanto, é importante que a organização saiba realizar a identificação, avaliação e monitoramento de quaisquer perigos e riscos de acidentes, incidentes e doenças ocupacionais,  sejam eles físicos, psíquicos ou emocionais — e sempre levando em conta o contexto de cada organização. Agindo assim, as empresas conseguem mais controle sobre os perigos e riscos que envolvem seus colaboradores.

Matriz de Perigos e Riscos: como realizar?

Para ajudar no monitoramento de um Sistema de Gestão com foco em SSO, a Verde Ghaia desenvolveu o Módulo PRSSO do SOGI. Através desse sistema, você terá como registrar e avaliar a sua matriz de perigos e riscos, identificando os principais riscos e ainda avaliar a significância dos perigos e de seus controles operacionais. Desse modo, é possível criar e gerenciar planos de ação voltados ao cumprimento das exigências práticas e legais, visando assegurar a saúde de seus colaboradores.

Oferecer condições de trabalho dignas ao colaborador é tão importante quanto monitorar o atendimento às obrigações legais. Portanto, o ambiente de trabalho – onde costumamos passar a maior parte do nosso tempo -, não poderia ser negligenciado.

Sendo assim, toda empresa deve adotar um sistema de gestão da saúde e segurança ocupacional, não apenas para cumprir a legislação, mas também para proporcionar o melhor ambiente aos seus colaboradores.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *